Você Só Tinha Um Trabalho

Você só tinha um trabalho
E conseguiu errar tudo
Me fez de bobo e eu nem vi
Me largou de cara, aqui
No muro

Você só tinha um trabalho
Achei que você daria conta
Prometeu um amor sincero
Infalível, puro e sério.
Você falhou, não se faça de sonsa!

Diz a Deus e o mundo que foi minha culpa
Tolice!
Por mais que eu tenha minhas falhas
Não chego a 1% de sua imundície

Fui eu que amei sem razão!
Fui eu que várias vezes te dei o perdão!
Você só tinha um trabalho
Me amar de volta, não?

Você só precisava me amar
Mas, preferiu um caminho não tão bom
Enquanto eu te venerava
Você vivia na quadrilha do Drummond
“Amava o João, que amava Teresa, que amava Raimundo…” (1)

Achou que eu não sabia, do “outro”?
Foi traída pela própria necedade
Imaginou que ia ser feliz
Escondendo de mim a verdade?

E assim, eu te desmascaro
Sigo firme, porém com medo
Mesmo pagando um preço caro
Queria que tudo isso fosse um pesadelo

Eu acordaria contente
Meu coração estaria em chamas
Todavia você mente, diz que me ama
Não quero ser só mais um
Mais um em sua cama

Um dia você vai entender
Que fez tudo errado
E quão resiliente posso ser
Apesar de ter sugado minhas forças
Não dependo mais de você

Você só tinha um trabalho…
Mas, preferiu se dedicar a outros amores
A outras mágoas
Foi demitida do meu coração
Motivo? Justa causa.

Obrigado por ler até aqui. 🙂
Se puder, deixe um comentário, curta ou compartilhe esse post.

(1)Referência ao poema Quadrilha, por Carlos Drummond de Andrade

2 comentários em “Você Só Tinha Um Trabalho”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s