Insubstituível

Livros nas estantes
Histórias extravagantes
Se cair um no chão
É só repor em algum lugar
Livro não vai faltar
Tem sempre alguma crônica para contar

Mentiras que os outros contam
Verdades que não se montam
Que liga pra história alheia
Se der errado, a verdade se dissolve
E a mentira nunca morre
A vida continua, mesmo que alguém a viole

Estar no coração de alguém é ser especial
E quem não quer estar assim?
Mas quando você não é legal
Seu momento de prestigio tem um final
Sair do coração de alguém é dar espaço
Espaço para que outra pessoa venha ser amado

As pessoas ao seu redor te amam pelo que você faz
Não pelo seu valor
Aliás, pra elas o “seu valor” tanto faz
Não seja dramático
Não queira ser esse boneco de plástico
Que só tem valor quando serve pra ser usado

E falando nisso…
No final sempre te jogam fora
Não vai demorar muito
Para você perder a graça e ser inútil
E eles vão achar outro boneco para brincar
Tem sempre outro trouxa para enganar

Depois que estiver jogado
Quando estiver traído e humilhado
Vai saber o que estou falando
Vai ver como a vida é incrível
Num dia você é amado
No outro, você aprende que ninguém é insubstituível

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s