Segredo do Castelo – Cap. 4

– Não consigo acreditar que Amira tenha sido violentada tão jovem! – Lionel demonstrou seu espanto a Soraya – Quem poderia ter feito algo tão apavorante assim?
– Eu já te disse, foi um plebeu que andava pelas redondezas e que invadiu seu quarto e cometeu o delito – respondeu Soraya.
– E até hoje não sabem quem fez tal coisa? – indagou Lionel – Deve haver uma explicação para isso!
– O pior é que não se preocuparam em achar o infeliz, o rei Arturo só queria saber de cuidar da saúde mental da própria filha e não queria comentar o caso com ninguém – disse Soraya – Ele não queria manchar a reputação da jovem Amira, porém eu tenho informações valiosíssimas sobre quem poderia ter sido o desgraçado.
– Ótimo! Vamos procura-lo e faze-lo pagar! – disse Lionel
– Calma, não é bem assim que as coisas funcionam, eu não sei tudo, mas sei o suficiente para descobrimos quem abusou de Amira – respondeu Soraya enquanto observava quarto ao redor – Por umas fontes daqui do reino acabei descobrindo que esse “plebeu” nada mais é que um parente de um dos súditos do rei Arturo, naquele dia ele estava aqui de passagem e resolveu andar pelo castelo até que encontrou o quarto da princesa.
– Tá mas e depois, ele saiu do palácio super tranquilo? Mesmo depois de ter abusado de uma menina inocente de 15 anos? – perguntou Lionel sedento por mais respostas sobre Amira.
– Não necessariamente, pois mesmo ele tendo fugido após violentar brutalmente Amira, ele não foi esperto o suficiente e deixou uma túnica Azul-escuro na cabeceira da cama de Amira, que provavelmente lhe pertencia – disse Soraya mostrando a túnica que estava procurando no quarto – Eu fui mais esperta que esse plebeu e guardei a túnica para servir como pista
– Olha, vou parecer um pouco estupido perguntando isso, porém como nós vamos conseguir achá-lo apenas por uma túnica azul-escuro? – questionou Lionel tentando entender a situação – Devem existir milhares de pessoas aqui neste reino que devem ter uma dessas.
– Mas nenhuma delas possui uma frase como essa bordada nas costas! – disse Soraya revelando a frase bordada na lateral túnica que dizia:
“Para o nosso querido comprador, congratulamo-nos nós por ser um cliente tão fiel da Alfaiataria da Família Nolarious”
– Então nós precisamos ir até essa alfaiataria e descobrir quem fez a encomenda dessa túnica – disse Lionel
No mesmo instante, a porta do quarto de Soraya se abre, aparece a princesa Amira, e esta mesma possui uma adaga em suas mãos, ela vem correndo na direção de Lionel para ataca-lo e nessa hora o grito de Soraya ecoou por fora de seu quarto
– Nãaaaaaoo! – gritou Soraya

(Continua…)

Anúncios

Infelizmente

É amigo…
Ela infelizmente disse “não”.
Colocou teu coração no chão
Preferiu amar o outro então…
Diga Adeus
Aos desejos seus
Mas agradeça a Deus
Pelo menos seus sentimentos estão intactos…
Eu acho…
Não deixe ela te fazer de capacho
Não é porque ela te rejeitou que vai te deixar pra baixo
Desolado
Desalmado
Mal-amado
Pelo menos que a pessoa que ela escolheu ficar ao lado
Seja gente de bom agrado
Gente que tenha noção
Aguenta coração!
Segura a emoção
Se for pra chorar, que chore então!
Infelizmente seus sonhos não se realizaram
Suas esperanças de um “final feliz” acabaram
Se desgastaram
Tipo um bomba de tristeza
Que destrói toda beleza
Que deram ao amor
Sem respaldo nem pudor
Passando por cima do coração com um rolo compressor
O amor perdeu sua cor.
Infelizmente as coisas precisam fluir
A vida precisa seguir
Mesmo que seja sem ela ao lado pra dizer
“Eu estou aqui”
Mas o que tinha pra acontecer, já aconteceu
O sentimento que precisa morrer, já morreu
Aquele amor agora não é mais seu
Larga de ser trouxa, ô meu!
Felizmente você ainda está inteiro
(Por fora)
Vida que segue agora
Procurar um novo amor é prioridade
Vá em busca da sua felicidade
Infelizmente eu não poderei te acompanhar e te ver
Porque infelizmente eu sou você.

IRA

Se um dia eu surtasse de ira
e você estivesse na minha mira
eu iria te matar.
Nem iria perguntar seu nome,
onde mora ou sobrenome
você não iria escapar.
Com uma faca na minha mão,
ou uma arma talvez
Eu mataria todo mundo que estivesse na minha frente,
inclusive você
de uma só vez.
E pra completar o espetáculo
Num só bagaço
Eu iria me matar também.
Já pensou como seria aquele mar de sangue?
Todos mortos num instante
Sem ter culpa pra levar?
Alguns com a garganta cortada,
ferimentos de bala atirada,
que momento feliz!
Todos por um triz!
Imagina o momento do necrotério
Aqueles corpos gelados indo pro cemitério
Inclusive o meu e o seu
Eu até decorei o nome do coveiro,
aquele que de gente morta não tem medo,
o Seu Romeu.
Cada um com sua fitinha nos pés,
todos mortos sem stress,
a alegria do Formol
e nenhum dos mortos poderia ver de novo
o nascer do sol…                                                                                                                                  Se um dia eu surtasse de ira,
e você estivesse na minha mira,
eu iria te matar…
Mas, ao invés disso prefiro contar até 10
e esperar a raiva passar…

Por Você

Por você
Sou capaz de me renunciar
Deixar tudo de lado e me entregar.
Amar, somente amar.

Por você
Desafio a vida, desafio o mundo.
Não paro de pensar em você um só segundo.
Caio num abismo de paixão profundo.

Por você
Daria minha vida inteira a ti.
Te amaria a vida toda, Tim-Tim por Tim-Tim.
Seguiríamos juntos nos amando até o fim.

Por você
Viajaria o mundo inteiro pra te encontrar.
Eu te acharia em qualquer lugar.
Para mostrar que seria capaz de tudo pra te amar.

Por você
Canto mil canções de amor pra você ouvir.
E mesmo que o seu amor só me venha iludir.
Que meu carinho possa seu coração atingir.

Por você
Escrevo estes versos de coração aberto.
Entrego-me com todos os sentimentos inquietos.
Conquistarei o teu coração, e isso eu tenho por certo.

Por você
Nunca diria “não”, sempre diria “sim”.
Sacrificar-me-ia por um amor singelo assim.
Será que você também se arriscaria por mim?

Por você
Eu te amaria sempre, e nunca iria te esquecer.
É que eu nunca conseguiria viver,
sem poder fazer tudo,
tudo por você.

Português ou Brasileiro?

Uma pergunta pequena, porém difícil de responder. Português ou Brasileiro? O que você fala? Para responder essa pergunta é necessário voltar no tempo e tentar entender essa incógnita. Com base em dados históricos, a língua portuguesa chegou ao Brasil justamente no ano de seu descobrimento, em 1500. E ela não foi a primeira a chegar aqui, pelo contrario, quando ela chegou já existiam mais de 1300 dialetos diferentes aqui, que eram falados pelos índios que aqui habitavam. Hoje em dia, o negócio é diferente, a população indígena diminuiu e com ela também diminuiu a variedade de línguas que existia nesse meio, caindo de 1300 para apenas 181.
E o que aconteceu com essas línguas indígenas? Simples, foram extintas! Naquela época, língua portuguesa já estava se enraizando na cultura brasileira, porém precisava de mais atenção. Foi então que Marques de Pombal, em 1757, proibiu o uso e o ensino do Tupi, deixando assim o Português como língua oficial.
Mas a diversidade não parou por aí, após a língua indígena ter ”doado” um vasto vocabulário para nós, ela não iria ser a única protagonista da historia da língua falada no Brasil. Ainda existiria outra: a africana! E não é novidade para ninguém que a maior forma com que as línguas de matriz africana também ganharam espaço na diversidade linguística do Brasil foi através da escravidão. E foi nesse período em que a língua falada no Brasil deixou de lado algumas influências de Portugal e passou a receber influências dos dialetos africanos.
Ok, mas isso ainda não respondeu a pergunta inicial. Português ou brasileiro? Será que não é uma mistura? Tipo “Portugueiro”? Ou “Brasilês”? Pode ser, já que a formação do dialeto brasileiro se deve a uma integração de palavras de outras culturas, como acarajé, farofa ou moqueca que são de origem africana ou açaí, aipim e bacuri que são de origem indígena.
Em virtude dos fatos mencionados, podemos concluir que o Brasil é realmente “um país das misturas”, uma vez que para formar seu próprio dialeto, foi necessária a influência de varias outras culturas, de outros dialetos. A importância da diversidade linguística no Brasil se deve justamente a esse fato de junção de outras línguas, e cada uma delas fazendo sua contribuição, deixando o vocabulário mais abastado e ainda ajudando a criar palavras.

Fontes:

https://pt.babbel.com/pt/magazine/quais-linguas-sao-faladas-no-brasil-uma-breve-introducao/                                                                                                            http://www.helb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=57:a-proibicao-do-tupi-e-o-fortalecimento-da-lingua-portuguesa&catid=1029:1758&Itemid=2                      http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDR75091-6014,00.html      https://www.infoescola.com/portugues/historia-da-lingua-portuguesa-no-brasil/